Os primeiros sapatos do Bebé

Os primeiros sapatos do Bebé

Os primeiros passos dos nossos bebés são sempre inesquecíveis, e começar a andar é um dos grandes marcos do seu desenvolvimento.

Nesta fase, surgem algumas dúvidas relativamente ao tipo de sapatos que melhor se adequa ao bebé.

O calçado é um dos fatores externos que muito influencia o andar das crianças e por isso devemos escolhê-lo tendo em conta a proteção dos pés, que a partir de agora vão estar em contacto com superfícies mais difíceis, mas sem limitar a sua mobilidade e formação. Portanto, na hora de escolher é importante fazê-lo bem, pensando na segurança mas também no desenvolvimento e bem-estar dos pés do bebé. De há uns anos para cá a pesquisa podológica demonstrou e preconiza que os pés dos bebés devem estar o mais livres e à vontade possível. Ou seja, que se desenvolvem melhor quando se encontram descalços e em contacto direto com o solo dando-lhes maior equilíbrio, noção do espaço, coordenação entre as mãos e os pés, e ajudando os músculos e planta do pé a desenvolverem-se naturalmente. O recomendado nesta fase serão as meias anti derrapantes, sapatos ultra flexíveis ou simplesmente que a criança caminhe descalça o mais possível. Contudo, nem sempre podemos deixar o bebé andar descalço. Temos de o proteger de superfícies externas sinuosas, frias ou escorregadias. Então, que sapatos escolher para o meu bebé?

Há alguns aspetos importantes que devem ser considerados na hora de escolher:

  • O cano do sapato deve ser macio e envolver com suavidade o pescoço do pé, não oferecendo nenhum obstáculo ao movimento
  • Ao nível da zona posterior do tacão deverá ter um contraforte sólido que não ultrapasse o nível da articulação.
  • A biqueira deverá ser alta de maneira a que não impeça o movimento e desenvolvimento dos dedos. No entanto, essa biqueira deve estar protegida com um reforço que resguarde os dedos das pancadas ocasionais
  • A sola, ao nível das articulações meta tarsianas, deverá ser flexível, para se dobrar sem dificuldade, mas ao mesmo tempo suficientemente grossa para poder amortizar as limitações do terreno
  • O calçado deverá ser em materiais respiráveis.
  • Sem costuras salientes que possam provocar alguma ferida.
  • Sola de anti derrapante para evitar quedas. Nesta etapa é muito importante que o calçado ofereça proteção e aderência. Os bebés irão sentir-se mais seguros para dar os seus primeiros passos.
  • O espaço entre a ponta do dedo gordo e a ponta do sapato deverá ser de 1 cm que proporcionará o espaço suficiente para que possa movimentar bem os dedos do pé.

Por tudo isto decidimos ter na Ecologicalkids os ATTIPAS, que significa “passos preciosos”, é uma marca registada e certificada, com origem sul-coreana, de calçado ergonómico especialmente desenhado para os primeiros passos do bebé. A marca foi lançada em 2011 depois de 7 anos de investigação e desenvolvimento em parceria com a Universidade de Seul, tornando-se rapidamente uma das principais escolhas para o calçado de bebé e crianças em diversos países.
primeiros-sapatos-sapatos-para-andar

Baseado em testes cinéticos e fisiodinâmicos de crianças caminhando, a ATTIPAS criou estes sapatos antiderrapantes que são únicos ergonomicamente e que permitem estimular a sensibilidade do pezinho no solo, reproduzindo o pé descalço, ao mesmo tempo que fornece proteção e segurança desde os primeiros passos até aos 4 anos da criança.

Porque é que os ATTIPAS são recomendados?
Facilitam a formação de um padrão de marcha constante dando estabilidade às articulações. Contribuem para o desenvolvimento cognitivo, uma vez que a sua biqueira ampla permite ao bebé sentir o movimento natural dos dedos dos pés. Corrigem maus hábitos durante o processo de aprendizagem ao distribuir uniformemente a pressão do pé. Os Attipas são feitos de fibras naturais e não possuem matérias nocivos para a saúde da criança tendo passado os testes de toxicidade da TUV (Technical Monitoring Association) e KCL (Korea Conformity Laboratories).
Para além disso os ATTIPAS são lindos com tantos padrões, cores divertidas, atrativas e estão aqui preparados para tornar “preciosos” os passos do seu bebé.
primeiros-sapatos-attipas-na-ecologicalkids

Ficam aqui algumas imagens para que vejam como ficam tão queridos nos pezinhos dos bebés 🙂

Este slideshow necessita de JavaScript.

Almofada de Gravidez e Amamentação – a minha escolha

Estou atualmente grávida de 34 semanas e ao mesmo tempo que falta pouco para conhecermos a nossa filha estamos naquela fase em que parece faltar imenso. O tempo passa a correr e até parece que foi ontem que descobrimos que iríamos ser pais e agora já estamos na contagem decrescente para a conhecermos.

A minha gravidez tem estado a correr sem sobressaltos e até tive um trimestre bastante calmo e sem enjoos. Por volta das 20 semanas começou a tornar-se mais difícil dormir, pois parecia não conseguir arranjar uma posição cómoda. Se até aí conseguia dormir de barriga para baixo, para o lado ou para cima, parecia que a cama começou a ter picos e não conseguia arranjar posição. A vantagem é que trabalho na melhor loja de puericultura ecológica do país 🙂 e foi então que decidi que estava na hora de comprar uma almofada de gravidez e amamentação.

A diferença da almofada da Theraline em relação às que servem apenas para a gravidez ou apenas para a amamentação é que faz perfeitamente as duas funções, será uma preciosa ajuda para as 20 semanas restantes bem como para o periodo de amamentação. Esta almofada é maior do que a maioria das existentes no mercado (180cm x 34cm) de forma a que possamos confortavelmente apoiar a anca, a perna e a barriga enquanto dormimos, o formato em ligeiro V mais largo no centro permite adaptar-se facilmente ao corpo podendo ser colocada á frente ou nas costas enquanto dormimos.No interior micro pérolas tornam-na fácil de moldar ao nosso corpo e super leve para transportar.

Para além da gravidez esta será essencial na fase da amamentação, o seu formato maior faz com que possa apoiar o bebé diretamente na almofada junto ao meu corpo enquanto dou de mamar ou o biberão sem necessitar de agarrar com uma mão a cabeça do bebé. Almofadas mais pequenas exigem que estejamos sempre a cabeça do bebé o que durante algum tempo pode causar dormência no braço e desconforto dando algum alívio ás nossas costas e ombros.

Também podemos usar esta almofada para além da gravidez e amamentação, caso necessitemos de aliviar o cansaço das pernas e das costas ou até para ajudar o nosso bebé a sentar durante o periodo em que ainda não se seguram evitando quedas.Todas as almofadas vêm com uma capa tornando-as fáceis de lavar e de secar.

Já a uso há 3 meses e não consigo sair sem ela, para além de dormir gosto de a usar para elevar as pernas ou me encostar enquanto leio ou vejo tv e sem dúvida que prefiro investir num artigo que possa ser usado durante o máximo de tempo possível e possa adaptar a etapas diferentes. E vocês já têm a vossa almofada de gravidez e amamentação ou nem chegaram a precisar?

Este slideshow necessita de JavaScript.

Workshop Gratuito -Lisboa – Baby Talks

Dia 2 de Fevereiro a partir das 15:00 na nossa loja de Lisboa daremos inicio à nossa temporada de workshops. Gratuitamente prestaremos todos os esclarecimentos aos pais e futuros pais sobre tipos de fraldas reutilizáveis, vantagens e cuidados de lavagem e secagem a ter. Prestaremos também aconselhamento personalizado sobre qual os melhores modelos/marcas para os diferentes bebés e pais. Para além das fraldas teremos também diversos especialistas que abordarão temas específicos sobre o bebé e que ajudarão os papás a esclarecer todas as dúvidas sobre as dores na gravidez e pós parto e a importância do exercício físico bem como sobre a amamentação e o sono do bebé. Ofereceremos aos participantes muitos miminhos e para eles e para os bebés bem como 5 minutos de Ecografia 4D gratuita que será feita na nossa Loja no dia do Workshop. Para ter acesso a todas as ofertas basta inscrever-se gratuitamente no nosso formulário e comparecer na nossa Loja no dia 2 de Fevereiro a partir das 15:00. workshop-baby-talks-ecologicalkids-2-fev-programa

Ecografia 4D – a minha experiência

Ecografia 4D – a minha experiência

No dia 15 de Dezembro, dia do meu aniversário estava grávida de 29 semanas e decidimos que estava na hora de conhecermos a nossa bebé.

Não sei se sentem o mesmo mas por vezes parece que falta tanto tempo entre 1 ecografia e outra, principalmente à medida que o tempo passa e vamos ficando mais ansiosos para saber como será, que expressões fará e como está dentro da nossa barriga. Como presente de aniversário liguei para a Ecox e marquei uma ecografia 4D.

Todos os clientes da Ecologicalkids que compram packs de 12 ou mais fraldas reutilizáveis recebem um voucher de oferta de 5 minutos de ecografia 4D. Receei que pudesse não a ver e por isso decidi marcar para uma hora em que normalmente a nossa bebé está acordada. Vocês também já conseguem (ou conseguiam) saber os padrões de sono/atividade do vosso bebé? Caso não consigam ver a carinha nessa ecografia não se preocupem podem remarcar até conseguirem ver o vosso bebé, já que por vezes estão de costas ou com a mão à frente e não conseguimos ver com nitidez.

Ao contrário das ecografias que fazemos cujo objectivo é puramente médico nomeadamente avaliar as condições físicas do nosso bebé e fazer as medições próprias de cada trimestre, na Ecografia 4D o objectivo é mesmo desfrutar do nosso bebé e ter um pequeno vislumbre de como está dentro do nosso útero. Se já tínhamos achado impressionante a forma como se vê nas Ecografias do 1º e 2º trimestre ver a 3D é uma experiência espetacular e a qualidade de imagem é impressionante e faz-nos sentir ainda mais próximos daquele ser pequenino que trazemos cá dentro, parece que torna tudo mais real.

Fomos atendidos com muito carinho no centro e a sala é decorada de acordo com o sexo do nosso bebé, por isso no vídeo se vê a parede com uma luz rosa (pais de gémeos de sexos diferentes não se preocupem eles têm tudo planeado para o vosso caso). Uma outra vantagem é podermos levar a familia e/ou amigos próximos que normalmente não conseguem acompanhar-nos numa ecografia comum, e aí podemos viver este momento e partilhar com pessoas especiais. Como era dia de semana acabámos por ir apenas os dois e devo confessar que foi a minha melhor prenda de aniversário. Marcámos para as 29 semanas pois entre as 27 e as 30 podemos identificar perfeitamente as suas feições, como boceja ou sorri e também algumas semelhanças com os papás e também já começa a acumular gordurinha e a ficar mais redondinha, mas podem marcar antes disso.

A nossa bebé estava de frente e deu para perfeitamente vermos a sua carinha, claro que para nós é a mais linda do mundo! 😛 é incrível como se consegue ver detalhes, expressões faciais e movimentos. Não consigo esconder que ver a cara da nossa filha é um misto de sensações que vai das lágrimas de felicidade profunda, passa pela apreensão, alguma ansiedade e volta de novo à ternura e amor extremo.

Temos algumas fotos e vídeos que tirámos durante a sessão para podermos partilhar convosco para que tenham uma ideia de como é.

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Incrível como se vê não é? Aqui está a nossa bebé! Não é a coisinha mais fofinha do Mundo?

Gostámos tanto da experiência que não podíamos não querer partilhar convosco e assim na tarde de 2 de Fevereiro a Ecox irá estar na nossa Loja de Lisboa com o ecógrafo 3D para que possam experimentar e ver o vosso bebé. Também iremos ter workshops sobre vários temas relacionados com a Puericultura Ecológica e com o mundo do bebé e muitas surpresas e presentes para os papás que nos visitarem. Para que a maioria consiga ir, visto tratar-se de um dia de semana excepcionalmente teremos a loja aberta até ás 20:00. à medida que o mês vai passando vamos revelando tudo o que irá acontecer. Para usufruirem de tudo basta inscreverem-se gratuitamente aqui e estaremos à vossa espera.

workshop-ecologicalkids-2-de-fev_web

Toalhitas reutilizáveis

Os pais que decidem utilizar fraldas reutilizáveis na sua maioria escolhem utilizar também toalhitas reutilizáveis e desta forma eliminam por completo os produtos de uma unica utilização 🙂 já não se deita nada fora e acaba-se com o desperdicio associado à muda da fralda.
toalhitas de flanela de algodão

E agora, quantas ter? como utilizar? como transportar?

É fácil.
Devemos ter entre 40 a 60 toalhitas, ou seja 4 a 6 packs, eu estive a contar as minhas e tenho 86 mas o número confortável está mesmo nas 40 ou 60.

Para que servem?
Para limpar o rabinho do bebé, para limpar o bolsado, a carinha, para utilizar no banho, para assoar o nariz e muito mais 🙂

Para limpar o rabinho como se utilizam?
quando o bebé faz cocó molhamos duas toalhitas e passamos pelo rabinho do bebé, de seguida passamos uma toalhita seca, quando o bebé faz xixi utilizamos geralmente uma molhada e uma seca.

Como as arrumamos?
Em casa colocamo-las perto do fraldário para estarem sempre acessíveis, o que recomendo mesmo que tenham é uma garrafa térmica das que se carregam em cima, tal como as que existem nos hoteis com o leite, desta forma, mesmo que mudem a fralda ao bebé a meio da noite podem sempre humedecer as toalhitas com água morna. A carla tem uma e dá para ver neste post e neste

E mistura-se alguma coisa na água?
Isso depende de cada um , a Organização Mundial de Saúde não recomenda que os bebés sejam limpos com quimicos no primeiro mês, assim a recomendação é apenas água morna, depois quem deseja pode utilizar aquelas “primeiras aguas”  das marcas de cosmetica para bebés e misturar na água, quando o bebé já é mais crescido aí já se coloca um pouco do gel de banho, mas este ponto depende mesmo da preferência dos pais.

E quando estão sujas?
Quando estão sujas vão para o saco das fraldas .

E fora de casa? tem de se levar a garrafa térmica?
Não. Quando vamos sair colocamos umas 7 a 8 toalhitas humidas dentro de uma bolsa impermeável para toalhitas e andamos assim com elas exatamente como se faz com a descartáveis, quando sujas colocamos no saco de transporte.

Devemos ter toalhitas reutilizáveis diferentes para diferentes funções?
Acho que depende de cada pai, mas no meu caso a resposta é não. Eu tenho uma misturada de toalhitas, Piriuki, wahmies, swaddlebees, Charlie e Fuzzi, e misturo-as todas, todas são usadas no rabinho, no banho ou para assoar no nariz.
Embora se possa ter uma marca para limpar o rabinho e outras para a cara, a verdade é que depois de lavadas servem para todas as funções, é tal e qual como as nossas toalhas do banho nós limpamos o corpo todo às toalhas não limpamos a cara sempre na mesma zona com medo de termos anteriormente naquela zona limpo o rabo :-), por isso as mesmas toalhitas lavadas podem ser utilizadas para todas as funções.

Em resumo precisamos de:
4 a 6 packs de toalhitas (multimarca é mais divertido)
1 bolsa impermeável para toalhitas

A poupança é imensa e a durabilidade da toalhitas também, as minhas 86 toalhitas têm 8 anos de utilização diária 🙂 e estão todas perfeitas.

Multimarca ou Monomarca?

Esta é uma questão colocada muitas vezes pelos pais e ambas as opções têm as suas vantagens.

Começo por defender a que é a minha opinião – A minha opinião pessoal é que devemos optar por fraldas multimarca por várias razões, é uma opção mais versátil pois vamos preferir determinada fralda em determinadas ocasiões, por exemplo, vamos gostar de utilizar as tamanho único easyfit quanto o bebé é pequeno pois são poucos volumosas, por essa mesma razão vamos optar pelas bumgenius 4.0 ou Charlie Banana  sempre que queiramos vestir umas leggins à nossa bebé ou umas calças de ganga ao nosso bebé; no entanto durante a noite vamos querer umas piriuki night ou piriuki V3 ou Wonderoos e na creche vamos gostar de enviar Blueberry, quando o bebé já tira a fralda sozinho vamos gostar de usar durante o dia fraldas de molas e quando começa a gatinhar e se vira no fraldário vamos gostar da rapidez do velcro.

No entanto e apesar de esta ser a nossa opinião, muitos são os clientes que optam por ter apenas uma marca de fraldas a razão principal tende a ser a rapidez de adaptação ás fraldas e não terem de pensar muito sobre como se coloca esta ou aquela fralda.

Pack multimarca

Mas lembrem-se, tal como para sair à noite usamos uma roupa e para estar em casa outra nas fraldas também é bom podermos ter escolha e escolhermos a fralda de acordo com o queremos vestir ao bebé, a multimarca permite versatilidade.

E vocês recomendariam a uns novos pais a utilizar reutilizáveis monomarca ou multimarca?

Revestimentos, o que são e como utilizar?

Caso utilizem de certeza já sabem tudo, mas caso ainda não utilizem vão ficar a saber 🙂

Os revestimentos utilizam-se desta forma:
Colocam-se por cima da fralda, isto é ficam entre a fralda e o rabinho do bebé

Conseguem ver? está um revestimento biodegradável da Piriuki por cima desta fralda, a fralda está pronta para ser colocada ao bebé.

Conseguem ver? está um revestimento biodegradável por cima desta fralda, a fralda está pronta para ser colocada ao bebé.

Os revestimentos têm dois objetivos:

1. Quando o bebé já come comida sólida e o cocó é muito pastoso é mais fácil agarrar e deitar na sanita
2. outro é para proteger a fralda caso se utilize creme

Os revestimentos podem ser de deitar fora (os que chamamos revestimentos biodegradáveis) ou reutilizáveis.

Os revestimentos biodegradáveis são por exemplo os revestimentos de milho da Piriuki, mas não os deitem fora após uma utilização, caso a fralda tenha apenas xixi o revestimento deve ir para o saco das fraldas sujas juntamente com as fraldas e absorventes, um absorvente da Piriuki dura em média 3 lavagens :-), para que tenham uma ideia, um rolo de 100 dura mais ou menos 3 meses.
Piriuki

Se virem bem no video do programa economia verde, quando mudam a fralda ao bebé Lucas ele tem um revestimento biodegradável da Piriuki, conseguem ver? (o video está aqui)

Os revestimentos reutilizaveis como por exemplo da Totsbots , são revestimentos em tecido staydry e permitem ser lavados e reutilizados, são usados geralmente quando o bebé tem de colocar creme para evitar entupir o tecido da fralda, o importante a  saber é que os revestimentos reutilizaveis se sujos de creme não devem ser lavados com as fraldas para que a gordura não vá para as estas, devem sempre ser lavados à parte por exemplo com a roupa do bebé.
Dica: Os revestimentos reutilizáveis podem igualmente serem utilizados nas fraldas de capa por cima do absorvente desta forma afastam o xixi do bebé ajudando a manter a pele seca.
revestimentos reutilizaveis para fraldas ecologicalkids

A utilização dos revestimentos para ser mais fácil deitar o cocó para a sanita é opcional, no entanto, os revestimentos devem ser sempre utilizados caso se coloque creme no rabinho do bebé.

Foi fácil de perceber ou ainda tornei tudo mais confuso?

Fraldas reutilizáveis ecológicas Wonderoos

Fraldas reutilizáveis ecológicas Wonderoos

fraldas-de-tamanho-unico-wonderoos

As Fraldas Wonderoos são perfeitas para bebés que fazem muito xixi. Desenhadas no Reino Unido são fraldas de tamanho único, ou seja a mesma fralda serve a bebés dos 4 aos 17 Kgs uma vez que se podem ajustar tanto em altura como em cintura através de um sistema de resistentes molas. O exterior impermeável respirável retém toda a humidade e o interior em contacto com a pele do bebé é em tecido stay dry afastando o xixi do bebé proporcionando o efeito “rabinho seco”. A fralda tem um bolso largo onde iremos colocar os absorventes de forma a que seja fácil reforçar a absorção para bebés que dormem muitas horas ou até a remover na hora da lavagem.

interior-wonderoos

Cada fralda Wonderoos já inclui dois absorventes um grande em bambú dobrado em três para que seja mais fácil secar e um absorvente ergonómico em microfibra. O absorvente em bambú tem duas molas uma azul e uma rosa que se podem prender aos absorvente de microfibra, quando apertar os absorvente na mola rosa estará a ajustar a absorção para menina e caso coloque na azul irá ajustar a absorção onde os rapazes mais necessitam. Junto ás pernas o elástico reforçado das Wonderoos irá ajustar perfeitamente à perna do seu bebé e a mola de sobreposição na cintura permitirá utilizar a fralda em bebés ainda mais pequeninos. Disponíveis em diferentes cores e padrões esta é uma fralda perfeita para qualquer coleção.

wonderoos-cores

As fraldas Wonderoos estão disponíveis na nossa Loja online e nas nossas Lojas de Lisboa e Porto. Cada fralda custa 22,50€ e tal como já referi já inclui os absorventes. Tal como todas as fraldas reutilizáveis esta é a opção mais económica, ecológica e saudável para o bebé.

Quer poupar ainda mais com fraldas reutilizáveis Wonderoos? Compre em pack

Vamos ser pais! Como anunciei a minha gravidez.

Vamos ser pais! Como anunciei a minha gravidez.

É sábado dia 25 de Junho, Portugal joga mais tarde com a Cróacia para os oitavos de final do Euro 2016 (os clientes que me conhecem sabem que sou louca por futebol), estou sozinha em casa e mais um dia de atraso na menstruação. Havíamos planeado tudo, fui a consultas pré natais, fiz os testes, tomava ácido fólico desde Janeiro e estávamos nas tentativas para conseguir ter um bebé desde Maio. O mês anterior havia sido difícil e irregular fruto de ter deixado a pílula em Abril. Este mês de Junho, que até tínhamos estado de férias e havia prometido a mim mesma que levaria tudo com mais tranquilidade e esperei até sábado para confirmar as suspeitas. Fiz o teste com a primeira urina da manhã e não foi preciso esperar muito para ver dois risquinhos, nem queria acreditar!!! Como tínhamos planeado tudo com antecedência e pensei poder demorar algum tempo resolvi comprar vários testes dos mais básicos para estar á vontade em fazer testes e poupar algum dinheiro. Assim quando olhei para os dois riscos, um deles meio sumido o meu coração saltou do peito e só conseguia andar para trás e para a frente. Estava sozinha e com isto a explodir-me no peito, a acalmar-me e a entusiasmar-me ao mesmo tempo! Fiz outro teste nos minutos seguintes e novamente duas riscas apareceram.

A minha cabeça estava a mil e só pensava no que aquilo significava…

Como tínhamos feito testes sabia que não era imune à toxoplasmose, o que acontece com a maioria das mulheres, ainda para mais no meu caso em que a afinidade com os felinos é um pouco difícil 😛 Na Ecologicalkids fazemos muita pesquisa sobre gravidez e desenvolvimento do bebé e cada vez mais encontramos estudos sobre o impacto dos químicos nas nossas vidas e eu já havia decidido que tentaria tudo o que poderia fazer para diminuir os riscos de exposição a químicos nocivos durante a gravidez. Para começar teria que começar a usar desinfetante de frutas e legumes por causa da toxoplamose e se há coisa que se deve evitar na gravidez são lixivias e derivados, por isso passei pela Loja do Parque das Nações e fui buscar o desinfetante da Bentley com 73% de ingredientes biológicos e sem cloro, é super rápido a desinfetar (bastam 30 segundos) e tambem elimina químicos utilizados na produção de alimentos não biológicos. Trouxe também os Milestone Pregnancy Cards para ir acompanhando a gravidez (a foto abaixo mostra o nosso primeiro cartão). A seguir passei pela farmácia e comprei um teste que indica as semanas de gestação, fiz e o resultado era 2-3 semanas. Nem queria acreditar naquela janelinha! Eram tão poucas semanas, tão poucos dias mas ao mesmo tempo tanto… a nossa sementinha estava a criar raízes e a crescer.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Descobrimos que estás a caminho 🙂

Quase não aguentava de felicidade e o Rui (o meu marido) nunca mais chegava! Tentei distrair-me mas não dava então montei a surpresa para quando ele chegasse. Sem ele saber já havia comprado o primeiro brinquedo do bebé, um livro, só podia pois nós os dois adoramos ler!!! Como ele é Engenheiro Civil comprei o primeiro livro de Engenharia Civil do bebé achei que seria uma forma engraçada de lhe dar a noticia.

il_fullxfull-480177836_hu2r

Embrulhei em duas prendas: a número 1 o livro e a nº2 o teste e montei a camera. Quando ele chegou já estávamos perto da hora do jogo e ainda tínhamos que sair para ir ver em casa do irmão dele, mas não aguentei e fiz-lhe a surpresa como mostro no vídeo abaixo. Agora começava o mais difícil, aguentar até ás 12 semanas este segredo tão grande e tão bonito.

Hoje estou com 16 semanas e já posso dizer: Vamos ser pais!

E convosco como foi o anúncio?

 

 

A minha Experiência com Fraldas Reutilizáveis

A minha Experiência com Fraldas Reutilizáveis

Vamos oferecer o melhor aos nossos filhos e ao mundo?

Quando alguém me pergunta se as fraldas reutilizáveis dão muito trabalho, costumo responder que acima de tudo é um modo de estar na vida. Isto é, nunca fui fundamentalista mas a ecologia sempre fez um pouco parte da minha vida.

Quando engravidei ainda hesitei quanto às fraldas reutilizáveis, fiquei um pouco baralhada com a oferta existente contudo, rapidamente decidi que com a vida ativa que tenho e com a ida para o colégio o sistema das fraldas de bolso seria o mais pratico, por serem muito semelhantes com as descartáveis. Decidi investir apenas em tamanho único, o que acabou por ser o ideal para mim, pois ambos os meus filhos nasceram grandes e aos 2 meses ambos já usavam as fraldas. Quando são pequenos o sistema de velcro é bem mais fácil de adequar á cintura e no colégio também preferem com velcro. Eu com a experiencia prefiro muito mais as molas. Posso dizer que com 3 anos de utilização ainda nenhuma está danificada.

Um dos “problemas” com o qual me debatia era ter de explicar às pessoas, principalmente às avós (ufa, era uma canseira!!), que não era necessário colocar creme no rabinho… que as fraldas de bolso possuem o sistema Stay-Dry que protege a pele do bebé.

Consegui a proeza de quando o irmão nasceu, desfraldar a mana com 2 anos e 8 meses. As fraldas passaram diretamente para o próximo herdeiro, só tive o trabalho de voltar a colocar no tamanho mais pequeno. Ela ainda usa para as sestas.

Com a utilização apaixonei-me por três marcas: piriuki (muito absorventes e ideais para quando cresceu mais um pouco), bumgenius (das de tamanho único, foram as primeiras a serem usadas) e blueberry (padrões lindos de morrer! No entanto os absorventes são mas finos).

Também gosto do sistema tudo em um, mas apenas tenho uma por graça. São praticas, arrumo facilmente sem ter que colocar os absorventes no bolso. Mas além de demorar mais a secar, se tiver algum “entupimento”, acho bem mais difícil de lavar a altas temperaturas por o absorvente não se destacar da fralda.

Confesso que ao inicio fiquei baralhada com as lavagens, li muitas partilhas e inicialmente desesperei… tenho uma vida profissional muito ativa e lavar fraldas à mão, bem como deixar de molho durante a noite, não me parecia viável para mim. Se fosse assim tão trabalhoso… a ecologia ficaria para outra encarnação!

A verdade é que procuro que os meus filhos tenham uma boa pegada ecológica e gosto de rentabilizar o meu investimento de 28 fraldas reutilizáveis, mas se tiver que usar de vez em quando descartável uso, como já aconteceu nas férias onde não há maquina de lavar roupa e uma ou outra noite onde o cansaço aperta.

ecologicalkids

A minha rotina de lavagem das fraldas é de 2 em dois dias, despejo o saco com as fraldas na maquina (onde já estão desmontadas e bem sujinhas pois ele ainda está a mama e o cócó é liquido), e faço um programa curto de 15minutos ou passo por água com o anti-amonia. Depois junto a roupa e lavo normalmente a 40 graus com qualquer detergente em pó. Nunca uso amaciador com receios de as entupir.

No caso de querer fazer uma lavagem intensiva, lavo APENAS OS ABSORVENTES a 90 graus com detergente. Também já lavei sem detergente, para assegurar que todos os resíduos eram eliminados. No caso de ter manchas, que agora acontece mais frequentemente, o sol é milagroso!

O único trabalho de tudo mesmo é colocar os absorventes dentro do bolso… umas vezes chato, outras “terapêutico”. Nesta parte o marido não ajuda, esquece o porquê de a dobra/reforço ser para trás quando era a menina, e agora tem de ser para a frente que é menino…

Bem a maquina apitou, lá vou eu estender as fraldinhas ao sol.

Marlene Pereira

 

Marlene Pereira é mãe de dois bebés uma menina e um menino que sempre utilizaram fraldas reutilizáveis 🙂