Utilizar Fraldas reutilizáveis é mesmo mais económico?

Utilizar Fraldas reutilizáveis é mesmo mais económico?

Das 3 mais importantes razões que fazem com que os pais utilizem fraldas reutilizáveis (a Saúde, Ecologia e Economia) razão principal da escolha é a Saúde, em todos os questionários que temos feito essa é a maior das preocupações, segundo o último inquérito público na ecologicalkids (pode ver o post aqui) das 3 razões apenas 23,7% dos pais escolheram reutilizáveis por causa de serem mais baratas que as descartáveis.
No entanto,  tendo em conta que a família está em crescimento a economia é também um aspeto a ter em conta quando optamos por utilizar fraldas descartáveis ou reutilizáveis, assim é igualmente importante falarmos da poupança e como ela acontece.

Um bebé utiliza fralda até aos 2,5 anos sendo que utiliza 7000 fraldas 🙂 com a descartável vamos comprar e deitar fora, dado serem fraldas de uma única utilização.
A opção pelas Fraldas Reutilizáveis pode significar uma poupança no mínimo de mais de 1350,3 euros para casais que venham a ter apenas 1 filho e, de 3300,30 euros para casais que venham a ter 2 filhos.

Exemplo para 1 criança que utilize fraldas até aos 2,5 anos
60 fraldas/semana x (52 semanas x 2,5 anos) = 7.800 fraldas descartáveis
Custo médio de 17€ para um pack de 68 fraldas descartáveis = 0,25€/fralda
30 fraldas reutilizáveis Piriuki a um preço de 19,99€/fralda

Cálculos:
Custo fraldas descartáveis = 1.950€
Custo fraldas reutilizáveis  = 599,7€
POUPANÇA 1 bebê = 1.350,30€
POUPANÇA 2 bebés = 3.300,30€

A poupança poderá ser maior se optar comprar Fraldas reutilizáveis em Pack

E a água, eletricidade e detergente?

É importante termos no mínimo 30 fraldas, esta quantidade vai permitir uma maior durabilidade do produto e uma lavagem mais espaçada, isto é, se tiver 30 fraldas vai fazer uma lavagem cada 1/2 dias se tiver 48 fraldas vai lavar cada 2/3 dias, dado que a maioria dos pais tem o mínimo de 30 fraldas fará uma lavagem 3 vezes por semana até aos 12 meses do bebé  e 2 vezes por semana dos 18 aos 24 e a partir dos 24 meses uma vez por semana.

Segundo estudo da camara do Seixal uma maquina de lavar roupa de poupança media gasta em agua e eletricidade 0,21€ por lavagem se for uma máquina que consome muito, se for uma classe A gastará 0,06€ por lavagem  isso significa que vamos ter um acréscimo mensal em custo de até aos 12 meses do bebé de 2,52.

Se optar por utilizar Rockin Green cuja embalagem dá para 90 lavagens e tem o custo de 18,99€, vamos ter o custo de 0,21€ por lavagem.

Dado que a maioria dos bebés vai utilizar fralda até aos 2,5 anos e meio vamos ter um custo em agua, eletricidade e detergente no primeiro ano de 65,52€ e no segundo ano de 43,68€, seguem as contas tendo em conta uma maquina que consome muito e se tiver o mínimo de 30 fraldas.

gastos-agua-eletricidade-e-detergente-com-fraldas-reutilizáveis-

Como se pode avaliar o custo não é significativo se compararmos a nível global com o gasto de agua na produção da fralda descartável, especialmente na polpa de papel que compõe grande parte da fralda descartável e temos de nos lembrar que poupamos também pois não temos de ir tantas vezes ao supermercado 🙂

Depois vejam isto, uma Fralda por exemplo Piriuki custa 19,99€ se pensarmos bem o nosso bebé tem roupas que custaram este ou até um valor mais alto e apenas serviram para 15 dias, a Fralda reutilizável vai ser usada 24 horas por dia durante no mínimo 2, 5 anos! 🙂
Atenção que a poupança é maior quanto mais fraldas temos pois se tivermos fraldas que nos permitam lavar apenas uma vez por semana vamos ter um custo muito menor, também é importante termos uma maquina classe a pois vai baixar consideravelmente o custo por lavagem.

Bumgenius na versão 2 :-) para lembrar

 

 

 

 

 

Há três anos que as fraldas fazem parte da nossa rotina!

Há três anos que as fraldas fazem parte da nossa rotina!

O João ainda usa fralda! É verdade, desde Janeiro de 2013 a utilizar fraldas e toalhitas reutilizáveis, já lá vão 3 anos, tantos quantos tem o João.

Há três anos que as fraldas fazem parte da nossa rotina! Já perdi a conta às vezes que as usei e reutilizei, que as pus para lavar e estendi, que coloquei e tirei os absorventes do bolso (a maioria das fraldas que tenho são de bolso).

DSCF1950

Nesta fase estou a usar, em média, cerca de seis fraldas por dia. Mas no início foram mais, quando o João era recém-nascido e acordava de noite eram cerca de oito ou dez. No total até agora, já devem ter sido mudadas umas 8000 fraldas! O mais fantástico é que nem uma foi desperdiçada!

A iniciarmos agora o desfralde e quase a despedirmo-nos das fraldas (quero pensar que é só um até já e não um adeus J) reafirmo mais ainda esta certeza  de que fizemos a melhor escolha para o nosso filho.

As razões? Acho que desde o início nem se colocou outra hipótese, não só por trabalhar na Ecologicalkids mas também por conhecer bem e me identificar a 100% com o conceito. Sempre me causou confusão o lixo e o desperdício produzido pelas fraldas descartáveis, saber que a maioria demora 500 anos a decompor-se, para além do plástico e outras substâncias prejudiciais que ficam em contacto com a pele do bebé.

O facto de o meu sobrinho ter usado e eu lhe ter trocado algumas fraldas, o nunca ter tido alergias nem o rabinho vermelho devido aos químicos das descartáveis normais, mostrou-nos na prática que era efetivamente uma opção mais saudável e ao mesmo tempo muito simples de usar.

Sempre tentei ter no meu dia-a-dia comportamentos ecológicos, o meu marido também, e por tudo isto, esta era tão-somente a opção mais natural para nós, que vinha ao encontro do que acreditávamos e do que queríamos para o nosso bebé.

Para além da razão ambiental, a preocupação com a saúde/conforto também foi importante. Podem ler mais sobre isso aqui: https://ecologicalkidsblog.com/2013/10/07/porque-sao-as-fraldas-reutilizaveis-melhores-para-a-saude/

Desde que soube que estava grávida que passei a ter ainda mais cuidado com a alimentação, com os cremes que passava no corpo, com os detergentes que usava em casa, habituei-me a ler as rotulagens e a escolher produtos com menos químicos, que fossem mais saudáveis para mim e consequentemente para o meu bebé que estava a ser gerado.

IMG_20121110_150004

Quando o João nasceu, continuamos a querer oferecer-lhe aquilo que achamos ser melhor. Por isso, usar fraldas e toalhitas reutilizáveis, lavar a roupa com detergente sem substância nocivas, usar cosmética com ingredientes naturais foi alargar, para o nosso filho, os cuidados que já tinha antes. Não faria sentido que fosse de outra forma.

Não tendo sido a nossa principal razão, mas que é também importante foi o dinheiro que poupamos 8 mil fraldas depois! Esta acaba por ser também economicamente a melhor opção.

O uso e manutenção das fraldas é fácil, é só por a lavar e estender como qualquer peça de roupa, cumprindo sempre as instruções de lavagem recomendadas.

DSCF6924 (1)

Um dos maiores receios dos pais é que tenham muito trabalho e entretanto acabem por desistir. Da minha experiência, onde despendo mais tempo com as fraldas é a estender (mais ou menos 7/10 min, dependendo do número de fraldas que tiver, normalmente lavo de 3 em 3 dias cerca de 18 fraldas e o dobro dos absorventes, no Verão lavo de 2 em 2 dias e aí são menos para estender) e depois a monta-las. Quando as monto aproveito estar sentada no sofá a ver qualquer coisa na televisão. J Mas também já montei muitas fraldas na hora em que estava a precisar delas, sem problema! J

Gosto quando as apanho e as vejo branquinhas, tenho o hábito de as levar ao nariz para cheirar.

Existem vários tipos e sistemas de fraldas, cada um com diferentes características, uns serão mais práticos do que outros, tudo vai depender das Vossas preferências, rotinas e dinâmica familiar. A oferta é muito vasta e totalmente adaptada aos nossos dias e à vida ativa dos pais, por isso podem estar tranquilos J.

Corridos três anos e da minha experiência posso dizer que estou mesmo feliz com a decisão que tomamos para o João e pelo exemplo que lhe transmitimos. A fralda dos mochos, macaquinhos, monstros, a woof woof, a azul, a verde… Foram nossas “companheiras” em todas as ocasiões, de dia, de noite, em casa ou em passeio, até quando fomos de férias! E nenhuma acabou no lixo. É giro porque o João já as identifica e também tem as suas preferidas. Começo agora a entrar em modo de despedida, a preparar-me mentalmente porque o João vai entrar numa nova etapa e brevemente deixará de as usar.

DSCF6863 (1)

O meu conselho a todos os pais que pensam e queiram usar fraldas reutilizáveis, quer em exclusividade ou em sistema misto, é que não tenham receio, nem se deixem desanimar se não tiverem o apoio de familiares ou amigos e ouvirem comentários menos simpáticos. Esta é sem dúvida a opção mais ecológica, económica e acima de tudo mais saudável para o bebé.

Porque são as Fraldas Reutilizáveis melhores para o ambiente?

Nos dias de hoje as Fraldas Reutilizáveis já não são como as fraldas de pano e existem sistemas adaptados ao dia à dia dos pais que trabalham fora, gostam de passear ou que têm de colocar os seus bebés na creche.As Fraldas reutilizáveis têm um tempo de vida útil para 2 bebés (se devidamente cuidadas).

A sua produção não implica o abate massivo de árvores e o seu tempo de decomposição em aterro é de cerca de 180 dias.
Mil milhões de árvores são todos os anos abatidas para serem utilizadas na produção das Fraldas Descartáveis, já para não falar do petróleo que também entra na sua composição.

Como não existe forma de reutilizar as Fraldas Descartáveis, nem de as reciclar, estas são enviadas diretamente para os aterros sanitários onde demoram mais de 500 anos a se decompor.
As Fraldas Descartáveis são o terceiro maior consumidor de espaço em aterros.

Apenas na cidade de lisboa por hora a Valorsul recebe 3,5 toneladas de fraldas!! por hora! imaginam a quantidade imensa? e vai tudo para aterro.

Agora comparem estes valores com 30 Fraldas Reutilizáveis que podem ser utilizadas por pelo menos 2 bebés com as 7.800 fraldas descartáveis que em média cada bebé gasta até aos seus dois anos e meio (idade média em que os bebés deixam a fralda, embora o meu só tenha deixado aos 3 anos e meio).

Ao optarmos por fraldas reutilizáveis estamos a ajudar o meio ambiente e a contribuir para um futuro melhor, mais saudável para nós e mais importante que tudo para os seus filhos.

Na ecologicalkids temos as fraldas de pano mas também fraldas reutilizáveis que vai adorar utilizar 🙂 pois têm um design mais anatómico, são fáceis de cuidar, de colocar e tirar ao bebé.

Tal como já tinha partilhado quando o meu filho nasceu tudo mudou para mim, passei a preocupar-me mais com a natureza, os recursos naturais, afinal o futuro tornara-se mais importante ainda pois o meu filho fazia parte dele.
Quando recebemos os novos pais nas loja ecologicalkids sentimos isso mesmo, que começam a preocupar-se por comprar biológico, avaliar o que é mesmo necessário e supérfluo e com uma nova atitude perante a natureza.

Porque são as Fraldas Reutilizáveis melhores para a saúde?

Já partilhei convosco que o que me levou a optar por utilizar fraldas reutilizáveis no meu filho foi a questão Saúde, ( podem ler sobre isso neste post :-).
E embora as mães que já utilizam saibam as vantagens para as mães que estão neste momento à espera de bebé esta opção é ainda desconhecida.

Segundo a edição americana de Setembro/Outubro de 2006 dos Arquivos de Saúde Ambiental, os problemas respiratórios crescentes na população mundial, como no caso da asma, podem estar ligados com a inalação dos produtos químicos que compõem as Fraldas Descartáveis.

Um dos químicos mais nocivos que está presente nas Fraldas Descartáveis (pois é utilizado no branqueamento da pasta de papel da Fralda Descartável) é a dioxina (1). As dioxinas podem provocar doenças cancerígenas, defeitos congénitos, danos hepáticos e doenças de pele.

As Fraldas Descartáveis contêm poliacrilato de sódio, um tipo de polímero super absorvente, que se transforma em gel quando húmido. Uma substância similar já foi utilizada em absorventes internos no início dos anos 80 quando se revelou que este tipo de absorvente aumentou o risco de síndroma de choque tóxico.

Algumas marcas de Fraldas Descartáveis contêm “tributhil-tin”, um poluente tóxico conhecido por causar problemas hormonais em humanos e animais .

Em 1955, antes do aparecimento das Fraldas Descartáveis a estimativa era de que apenas 7% dos bebés e crianças tinham “alergia da fralda”. Em 1991, já após as Fraldas Descartáveis dominarem completamente o mercado o número passou a ser de 78% de bebés com “alergia da fralda”.

Em Maio de 2000, os Archives of Disease in Childhood publicou uma pesquisa demostrando que a temperatura provocada no escroto dos bebés rapazes que usam Fraldas Descartáveis enfraquece ou destrói por completo o controlo do mecanismo fisiológico de arrefecimento testicular, importante para uma espermatogênese normal no futuro.

Por estas e outras razões considerar a utilização de fraldas reutilizáveis como sistema único nos bebés é importante.
Para saberem mais sobre o tema, podem sempre visitar a zona de perguntas frequentes no site da ecologicalkids 🙂 lá podem também encontrar as referências cientificas que escrevi em cima.
Untitled 35