Quantas vezes por semana lava as Fraldas Reutilizáveis do seu bebé?

Outro dos questionários que esteve disponível para os clientes ecologicalkids durante o ano de 2015 foi a questão sobre quantas máquinas de fraldas faziam por semana e  40,6% lavam 3 vezes por semana.

As fraldas podem ser lavadas juntamente com outra roupa se os pais assim desejarem, desde que sejam cumpridas as indicações de lavagem mais importantes que são:

  • fazer pré lavagem (sem detergente)
  • lavar até 40ºC
  • Programa de lavagem para roupa muito suja ou no mínimo com 60 minutos
  • Detergente recomendado (sem enzimas, branqueadores óticos, óleos, glicerina e parafina)
  • Estender para secar
  • Os absorventes das fraldas podem ser secos na máquina de secar
lavagem de fraldas reutilizaveis

 

 

Fraldas Reutilizáveis do dia a dia devo utilizá-las como fraldas de piscina?

Hoje na loja ecologicalkids de Lisboa uma cliente fez-nos esta pergunta e achámos muito importante partilhá-la

A resposta é apenas uma – Não!
Não deve utilizar as suas fraldas reutilizáveis do dia a dia na piscina devido à exposição no cloro.

Se o desejar fazer é importante que escolha apenas algumas das suas fraldas para levar a piscina, verá que com o tempo os elásticos e o tecido vai ficar desgastado.
O ideal se deseja utilizar fraldas reutilizáveis na piscina é utilizar fraldas de natação.

Para saber mais sobre fraldas para a piscina recomendamos que leia os posts seguintes 🙂

Fraldas de Praia ou Piscina

Natação para bebés

Fomos de férias e levámos fraldas reutilizáveis

Começa a rotina e com ela as aulas de natação dos mais pequenos

Untitled 3

 

 

 

 

Qual a Razão que o Levou a escolher Fraldas Reutilizáveis

No final do ano passado tivemos disponível durante vários meses no site um questionário com a pergunta: Qual a Principal Razão que o levou a escolher Fraldas Reutilizáveis ?

Tendo como opções de resposta as mais comuns , O Ambiente, a Saúde, a Poupança e a Estética.

E razão da maioria dos nossos clientes na escolha por fraldas reutilizáveis foi a Saúde com 38,9%  seguida muito perto das preocupações Ambientais com 37,4€% e a Poupança com 23,7%

Nas lojas, no nosso contato directo com os clientes de facto notamos este resultado do questionário, a promoção da saúde é sem dúvida a razão principal da opção por fraldas reutilizáveis seja em sistema misto ou total.ecologicalkids_fraldas_reutilizaveis

São  várias as razões já apresentadas em revistas cientificas sobre esta questão (os dados bibliográficos podem ser encontrados na nossa área de Perguntas Frequentes), algumas dessas razões são:

– Aumento dos Problemas respiratórios na população mundial, como no caso da asma, podem estar ligados com a inalação dos produtos químicos que compõem as fraldas descartáveis.  (Segundo a edição americana de Setembro/Outubro de 2006 dos Arquivos de Saúde Ambiental)
–  Dioxinas na pasta de papel das Fraldas Descartáveis (pois é utilizado no branqueamento da pasta de papel da Fralda Descartável), as dioxinas podem provocar doenças cancerígenas, defeitos congénitos, danos hepáticos e doenças de pele.
 – As Fraldas Descartáveis contêm poliacrilato de sódio, um tipo de polímero super absorvente, que se transforma em gel quando húmido. Uma substância similar já foi utilizada em absorventes internos no início dos anos 80 quando se revelou que este tipo de absorvente aumentou o risco de síndroma de choque tóxico .
 – Algumas marcas de Fraldas Descartáveis contêm “tributhil-tin”, um poluente tóxico conhecido por causar problemas hormonais em humanos e animais .
 – Aumento do eritema da fralda, pois e 1955, antes do aparecimento das fraldas descartáveis a estimativa era de que apenas 7% dos bebés e crianças tinham “alergia da fralda”. Em 1991, já após as descartáveis dominarem completamente o mercado o número passou a ser de 78% de bebés com “alergia da fralda”.
 – Sobre aquecimento dos testículos, em Maio de 2000, os Archives of Disease in Childhood publicou uma pesquisa demostrando que a temperatura provocada no escroto dos bebés rapazes que usam fraldas descartáveis enfraquece ou destrói por completo o controlo do mecanismo fisiológico de arrefecimento testicular, importante para uma espermatogênese normal no futuro